Cirque du Soleil decreta falência após demitir 3,5 mil empregados

Foto: Reprodução

A famosa companhia entretenimento faliu frente a crise da pandemia do coronavírus, mas corre para salvar interesses de investidores, quando 3,5 trabalhadores ficaram sem empregos.

A empresa sediada em Montreal, Canadá divulgou a situação de falência e a entrada no processo de recuperação judicial para permitir um acordo com seus credores.

Nos últimos meses a companhia já havia demitido cerca de 3,5 mil funcionários por ter tido o cancelamento de suas apresentações por conta da pandemia do coronavírus. Anunciou também um acordo com acionistas da Ivestssement Quebec para renegociar suas dívidas e receber investimentos da ordem de 300 milhões de dólares, sendo 20 milhões destinados a pagar débitos trabalhistas.