Gusttavo Lima polemiza ao sincronizar singles com situação conjugal do cantor

♪ ANÁLISE – Assunto que vem mobilizando o universo sertanejo nos últimos dias, a separação de Gusttavo Lima e Andressa Suita foi anunciada em 9 de outubro. Curiosamente, na mesma data, o cantor lançou single com Café e amor (Gabriel Vittor, Normani Pelegrini, Rodolfo Alessi e Miguell), música sobre a separação de um casal.

Treze dias depois, Gusttavo apresenta outro singleTudo que eu queria, extraído da gravação do show que irá gerar o álbum ao vivo e DVD O embaixador – The legacy. Lançado nesta quinta-feira, 22 de outubro, o single Tudo que eu queria apresenta regravação de composição de Raphael Moura, lançada em 2018 nas vozes da dupla Maycon & Vinicius.

Desta vez, a música fala sobre um pedido de reconciliação em letra que inclui versos como “Vem, que essa saudade não me deixa viver mais / Ficar sofrendo sem motivo é ruim demais / Não vou deixar você morando aí sozinha / Você é tudo o que eu queria”.

Mera coincidência? Ninguém pode assegurar que não. Até porque músicas sobre separações e reconciliações são recorrentes no universo pop, sobretudo no segmento que se alimenta da sofrência para atrair ouvintes.

De toda forma, a sincronia desse dois singles com o momento atual da vida conjugal do cantor levanta a dúvida na web se tudo não passaria de estratégia de marketing para promover a gravação ao vivo do show captado, sob direção de Anselmo Trancoso, em 28 de julho, em apresentação feita por Gusttavo Lima na Villa Cavalcare, em Goiânia (GO), com cenário inspirado na série Game of Thrones.

O atual single Tudo que eu queria já polemiza e provoca discussões na internet porque, de fato, é muita coincidência. E porque não seria o primeiro e tampouco o último caso de marketing estratégico no universo pop.

Cantores de massa, em geral, são sustentados pela curiosidade dos seguidores sobre a vida particular dos ídolos. Tanto que fãs-clubes de Luan Santana – rival não declarado de Gusttavo Lima no segmento pop sertanejo – paralisaram provisoriamente as atividades com o argumento de falta de acesso a informações sobre a vida pessoal de Luan em redes sociais.

O fato é que, por conta da separação, Gusttavo Lima tem sido assunto quase diário na mídia que se ocupa do universo sertanejo e essa onipresença nas manchetes contribui para inflar o número de streamings e visualizações das músicas e clipes do atual projeto do cantor.

Gravado com produção musical dividida por Gusttavo Lima com Reinado Meirelles, O embaixador – The legacy já rendeu três singles. O primeiro foi lançado em 18 de setembro com o registro da música De menina para mulher (Thawan Alves, Thales Gui, Vinni Miranda, Gui Prado e Allef Rodrigues).

No momento em que a indústria de shows ainda opera em marcha lenta e de forma reduzida, faturar com o sucesso de singles e clipes é o primeiro mandamento de astros que mobilizam público massivo.

Seja real ou seja estratégia de marketing, como suspeitam (sem provas) na internet, a separação de Gusttavo Lima e Andressa Suita vem rendendo dividendos para o cantor.

Fonte: G1