Seleção da 105

22:00 -

23:59

Logo Star FM
E aí, curtiu?
24

Menina de 13 anos passa em 10 faculdades e em concurso público no Acre

Com apenas 13 anos, menina com altas habilidades sonha em ser médica cientista — Foto: Arquivo pessoal/g1 Acre

A história de Ana Joyce do Carmo Gomes, de apenas 13 anos, é motivo de grande orgulho para seus pais, James Joyce Bezerra Gomes e Vânia do Carmo Nery. Demonstrando talentos impressionantes desde a infância, a jovem prodígio toca 15 instrumentos musicais, é fluente em inglês e espanhol, e já foi aprovada em dois cursos de ensino superior, além de ter sido aprovada em um concurso público no Acre.

Os primeiros indícios de que Ana Joyce tinha habilidades impressionantes surgiram ainda na infância. Segundo seus pais, ela começou a andar e falar antes do tempo, e logo se interessou pela música. “Quando ela era bebezinha, aprendia as coisas com muita facilidade, mas achávamos que era coisa de criança. Aos quatro anos, ela já queria aprender instrumentos”, relata Vânia.

Seguindo a sugestão de uma amiga da família, os pais de Ana buscaram uma avaliação especializada, e o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) confirmou as suspeitas: ela possui altas habilidades em música, liderança e leitura, além de um potencial em comunicação e acadêmico.

Ana Joyce está atualmente no 8º ano no Colégio Militar Tiradentes e é acompanhada pelo NAAH/S há quatro anos. Ela também frequenta o Centro de Estudos de Línguas (CEL-AC) e um curso particular em Rio Branco. No CEL-AC, está aprimorando suas habilidades em inglês e espanhol, precisando apenas de conversação para se tornar totalmente fluente.

Ana começou suas aulas de música aos quatro anos, com teclado. Aos cinco, iniciou violino na Universidade Federal do Acre (Ufac), e aos seis, começou a tocar órgão e piano. Hoje, ela possui mais de 20 instrumentos em casa, incluindo flauta e saxofone. “Ela fazia aula de um instrumento diferente a cada dia. Quando comecei a trabalhar, precisei reduzir o número de aulas, mas ela continua praticando violino e sax”, explica Vânia.

Aos 13 anos, ela foi aprovada em dois vestibulares universitários: um para Medicina em uma instituição particular, onde obteve nota 9,0 na redação, e outro para Música na Universidade Federal do Amazonas. Ela também alcançou o primeiro lugar no concurso público da prefeitura de Porto Acre, inicialmente incentivada pelos pais apenas para testar suas habilidades em redação.

Ana participa de diversos eventos musicais, treinando com professores e colegas no NAAH/S. Ela já tocou em escolas, secretarias, hospitais e representou o estado em Manaus, na orquestra do Teatro Amazona

 

Fonte: Thifany Fernandes/msn